Os lugares naturalmente mais perigosos do mundo

Todo mundo tem aquela mesma sensação de coração disparado, e sangue correndo rápido quando está no topo de uma montanha russa. A adrenalina. Tem pessoas que são viciadas nesse tipo de sensação, e adora ir em brinquedos radicais, ou até mesmo ir a locais de maiores riscos.

Se você é desse tipo, amante de uma grande aventura, esse post vai te deixar maravilhado.

Confira essa lista com alguns lugares do mundo, que são naturalmente muito perigosos.

O Jardim Venenoso

O Jardim Venenoso fica localizado no complexo The Alnwick Garden, nas propriedades da duquesa inglesa Jany Percy.

Ele leva esse nome pois ele possui mais de 100 espécies diferentes de plantas venenosas ou narcóticas. Como maconha, ópio, cogumelos mágicos, entre outros. Algumas delas podem matar apenas pelo toque, como a ciuta, que foi usada para matar o filósofo Sócrates.

A visita ao local é bem interessante, e sempre feita acompanhada de um guia, que vai contando as histórias das plantas, com dados incríveis científicos.

Depressão de Afar

A Depressão de Afar é uma grande fenda entre duas placas tectônicas, que se abre cada vez mais. Um lugar belíssimo de se visitar, porem extremamente perigoso.

A região toda possui 12 vulcões que podem entrar em erupção a qualquer momento. Por ser uma região vulcânica ativa, no fundo dessa fissura encontra-se o magma, e dá até para ouvir o borbulhar das lavas, e ver labaredas de fogo serem lançadas.

Caverna dos Cristais

Em Chihuahua, no México, está localizado um dos locais mais impressionantes. Um dos maiores depósitos de prata e chumbo do mundo, tendo apenas 30×10 metros. Essa caverna possui imensos cristais que chegam a ter até 11 metros de altura.

O local é altamente perigoso pois só pode ser acessado com sérios equipamentos de segurança. Estima-se que uma pessoa sem equipamentos, sobreviveria por cerca de 10 minutos.

Prypiat

Região afetada pelo maior acidente nuclear da história, o acidente de Chernobyl, que aconteceu em 1986.

Na época, mais de 200 mil pessoas evacuaram as regiões que foram mais afetadas pela atividade radioativa. Até hoje muitos sofrem com as consequências.

A explosão foi tão forte, que 29 anos após o ocorrido ainda se observa partículas misteriosas vagando pelo ar.


Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *